RSS
  Whatsapp

25 e 26 de maio | Paripe é palco de grande mostra artística do projeto “Tempo Cultural”

Durante os meses de abril e maio, com patrocínio da Vitarella, o projeto ofertou a jovens e adultos do Subúrbio Ferroviário oficinas de gastronomia, teatro, audiovisual,  fotografia, música, artes visuais e Capoeira 

Compartilhar

 

O “Tempo Cultural - Vivências em Arte e Cultura” realiza nos próximos dias 25 e 26 de Maio, a terceira etapa do projeto, uma mostra multilinguagem com apresentações de artistas convidados - Cabokaji, Wontanará, Arraiá das Marias, Samba de Roda de Tubarão, entre outros - e uma série de atividades culminantes das oficinas de gastronomia, teatro, audiovisual, fotografia, música e artes visuais. O evento ocorre no Colégio Estadual Barros Barreto (Paripe), das 15h às 20h, gratuitamente, e contará com tradução simultânea em Libras. 


Desde o início de abril, Tempo Cultural tem executado sua primeira etapa e propiciado a cerca de 240 jovens e adultos do Subúrbio Ferroviário vivências nas diversas linguagens citadas acima com foco na Economia criativa, a partir do tecido vivo e transdimensional que são as Artes e a Cultura, embasado no tripé Formar - Fruir - Fazer. De acordo com Saulus Castro, idealizador e coordenador do projeto, a Mostra busca “sair da ilha para ver a ilha”, para que jovens e adultos beneficiados possam a partir da confluência enxergar o fazer artístico e profissional aprendido.


Nos dias 25 e 26 de maio, a Mostra trará uma programação intensa de artistas e grupos convidados como o aquilombamento musical Cabokaji, Wontanará e Arraiá das Marias, no mesmo espaço-tempo que traz manifestações culturais do Subúrbio Ferroviário, como a Capoeira de São Tomé de Paripe, a Banda Marcial do Colégio Estadual Barros Barreto e a performance piromaquia de Letícia Mello, o Maculelê e o Boi de Tubarão, o Samba de Roda de Tubarão. Já os jovens e adultos das oficinas irão apresentar produtos e serviços resultados das práticas.


Ócios do Ofício

A segunda etapa, as Vivências, vem sendo executada desde o dia 09 e vai até 23 de maio. Os participantes das doze oficinas irão visitar espaços e instituições ou dialogar com artistas e mestres com larga experiência na área específica de cada oficina, compreendendo seus modos de fazer e saber, suas práticas técnicas, artísticas e produtivas, propiciando uma percepção ampliada das etapas que compõem cada área ou linguagem. 


As empresas e parceiros desta etapa são a Casa Ópera (Oficina de Gastronomia, 20 de maio), Estúdio Iglu (Oficinas de Audiovisual e Fotografia, 20 de maio), Museu da Gastronomia | Sesc-Senac Pelourinho (Oficina de Gastronomia, dias 21 e 22 de maio), e o Coletivo MusaMama – Sede da CEPAIA/UNEB, em parceria com o grupo Koringoma (Oficina Musical, 23 de maio). No dia 18 de maio, ocorre a vivência de Capoeira e Maculelê, na Praça Moema, em São Tomé de Paripe.  


“Com as Vivências, queremos provocar os participantes das oficinas a saírem de seu lugar habitual, para que eles possam dialogar com a linguagem escolhida em sua oficina, experimentando na realidade do mercado, da pesquisa, da academia, da prática artística outras possibilidades de se relacionar, se expressar e dialogar com seu tempo, com sua realidade”, descreve Saulus. 


Oficinas

Nos últimos dois meses, Tempo Cultural contemplou nas oficinas em torno de 240 participantes do Subúrbio Ferroviário, principalmente, dos bairros de São Tomé de Paripe (Tororó, Beira rio, Alto da Igreja, Muribeca), Paripe (Bate Coração, Quilombo, Subestação), Fazenda Coutos (1, 2 e 3), Coutos e Tubarão, além dos profissionais e colaboradores que vêm trabalhando e que se juntarão ao projeto nos dias da Mostra, bem como os espaços, lideranças comunitárias, colégios estaduais e OSCIPs que deram suporte e apoio logístico e estrutural ao longo das oficinas já supracitadas.


“O sentido de existência deste projeto é contemplar e propiciar intercâmbios e compartilhamentos de saberes e fazeres artísticos e culturais com profissionais da mencionada região. Para tanto, realizamos conversas com as lideranças, espaços e comunidade em geral, para percebermos quais demandas eram importantes naquele momento, logo que, são eles que vivem na região e poderiam nos apresentar de modo mais objetivo estas realidades”, explica Castro.


Os espaços que contribuíram com o apoio logístico e estrutural, muitas delas sede para a execução das oficinas foram Lar Pérolas de Cristo (Tubarão), Colégio Estadual Barros Barreto (Paripe), Associação Beneficente e Recreativa do Bairro da Felicidade (Paripe), Colégio Estadual João Caribe (São Tomé de Paripe), Ile Axé Ogodogê (São Tomé de Paripe), Associação de São Tomé de Paripe, Associação de Pescadores e Marisqueiras e Assemelhados do Joanes (APEMJA).


Projeto

Idealizado e coordenado pelo multiartista e produtor cultural, Saulus Castro (Coletivo Duo) e pela Enter Consultoria, “Tempo Cultural - Vivências em Arte e Cultura” tem patrocínio da Vitarella, e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.


Serviço

O quê: Tempo Cultural: vivências em Arte e Cultura - terceira etapa “Mostra”

Quando: 25 e 26 de maio, das 15h às 20h

Onde: Colégio Estadual Barros Barreto (Paripe)

Mais informações: @tempocultural


Programação 

DIA 25 de maio

15h00 - Abertuta + DJ

15h30 - Banda Marcial do Colégio Barros Barreto

16h30 - Mostra Oficina de Capoeira

17h00 - a confirmar

18h30 - Letícia Mello (performance Piromaquia)

19h00 - Cabokaji

*A degustação das oficinas de Gastronomia ocorrerá em stands durante o período da Mostra


DIA 26 de maio

15h00 - Abertuta + DJ + Mostra de Audiovisual

15h30 - Banda Marcial do Colégio Barros Barreto 

16h00 - Exposição Oficina de Fotografia + Mostra Oficina de Capoeira

16h30 - Mostra Oficina de Artes Visuais + Maculelê e Boi de Tubarão

17h00 - Wontanará

18h00 - Mostra de Teatro

18h30 - Samba de Roda de Tubarão

19h00 - Arraiá das Marias

*A degustação das oficinas de Gastronomia ocorrerá em stands durante o período da Mostra

Mais de Salvador